Católica de Vitória - Centro Universitário
Atendimento
27 3331-8500


Mirante da Cultura: Saldanha da Gama ganha projeção 3d
29/09/2019 - Arquitetura e Urbanismo

 
 
 
Um lugar que inspire cultura, artes, música e boas conversas. O projeto Mirante da Cultura, desenvolvido pelo aluno de Arquitetura e Urbanismo, Wellington de Andrade, em seu Trabalho de Conclusão de Curso- TCC projetou uma animação em 3D de como ficaria o Clube de Regatas Saldanha da Gama após o processo revitalização. 
 
O vídeo contemplou como ficariam os espaços do Clube se recebesse investimentos e fosse transformado em um lugar de promoção à cultura com exposições de arte, sala de música, teatro, cinema, salas de dança e ainda, um mirante para o Penedo. O edifício, tombado pelo Iphan, fica localizado no Forte São João e foi construído no início do século XVIII, para ser uma fortaleza e proteger a ilha de Vitória de invasões estrangeiras. Depois, funcionou como cassino e foi, durante décadas, sede de um tradicional clube de regatas da cidade – o que lhe valeu o nome pelo qual é conhecido até hoje
 
O estudo se deu com pesquisas de resgate histórico, levantamentos de dados em sites e livros, busca de informações na Prefeitura Municipal de Vitória, registro fotográfico e visitas ao local em diferentes horários para observar como o entorno se comporta em relação ao imóvel e estudo de referência. O acadêmico identificou os problemas atuais e desenvolveu uma proposta conceitual de um novo uso para o local e seu entorno com ideias de restauro e estratégias para reverter o quadro a reabilitação, um convite diário para que a comunidade seja incluída nas atividades do local.
 
Para Wellington, além da valorização histórica, o monumento tem grande potencial de ser uma atração cultural para a cidade. “A revitalização, quando de fato acontecer, irá marca um novo momento para a edificação e seu entorno. Irá destacar a paisagem natural aproveitando a topografia local e os diferentes níveis da edificação. O local será destinado para a interação social e a reinserção do edifício à dinâmica urbana, fortalecendo a sua identidade e seu valor histórico”.